Informações: Instalação SOGLASS

NORMAS PARA O ENVIDRAÇAMENTO DE SACADAS ABNT NBR

16259/2014 DE 16/02/2014

O ENVIDRAÇAMENTO DE SACADAS ESTÃO EM ALTA NOS NOVOS EMPREENDIMENTOS, POIS AMPLIAM A SALA, AS VEZES ATÉ COM CHURRASQUEIRA, E QUE PODE SER USADO CONFORTAVELMENTE COMO ÁREA SOCIAL.  ENVIDRAÇADOS ESSES NOVOS AMBIENTES CAUSAM POLÊMICAS ESPECIALMENTE NOS EDIFICIOS QUE NÃO FORAM CONSTRUIDOS COM A PREVISÃO DO ENVIDRAÇAMENTO DE SACADAS E DE SEU TERRAÇOS.   AS CONVENÇÕES, EM SUA MAIORIA, PROIBEM MODIFICAÇÕES QUE IMPLIQUEM EM ALTERAÇÕES DA FACHADA ORIGINAL.

O ARTIGO 1.336 DO CÓDIGO CIVIL DETERMINA ENTRE OS DEVERES DO CONDÕMINO: NÃO REALIZAR OBRAS QUE COMPROMETAM A SEGURANÇA DA EDIFICAÇÃO;   NÃO ALTERAR A FORMA E A COR DA FACHADA, DAS PARTES E ESQUADRIAS EXTERNAS;  DAR AS SUAS PARTES A MESMA DESTINAÇÃO QUE TEM A EDIFICAÇÃO;   E NÃO AS UTILIZAR DE MANEIRA PREJUDICIAL AO SOSSEGO,  SALUBRIDADE E SEGURANÇA DOS POSSUIDORES, OU AOS BONS COSTUMES.  JÁ O ARTIGO 10º DA LEI 4.591/64 DIZ QUE É PROIBIDO A QUALQUER CONDÔMINO ALTERAR A FORMA EXTERNA DA FACHADA E DECORAR AS PARTES E ESQUADRIAS EXTERNAS COM TONALIDADES OU CORES DIVERSAS DAS EMPREGADAS NO CONJUNTO DA EDIFICAÇÃO.

OCONDÔMINO PRECISA DE APROVAÇÃO DE 100% DOS CONDÔMINOS PARA AUTORIZAR O FECHAMENTO DA SACADAS.  MAS, MUITOS ESTÃO APROVANDO UMA UNIFORMIZAÇÃO DOS PROJETOS DE FECHAMENTO DE SACADAS COM QUORUNS MENORES,  GARANTINDO UM PADRÃO ÚNICO E IMPEDINDO A DETEORIZAÇÃO DAS SACADAS.   O AUMENTO DA ÁREA ÚTIL DAS VARANDAS É OUTRA QUESTÃO A SER CONSIDERADA.

SISTEMAS DE ENVIDRAÇAMENTO DE SACADAS- REQUISITOS E MÉTODOS DE ENSAIO

ESTABELECE OS REQUISITOS E OS MÉTODOS DE ENSAIO QUE ASSEGURAM O DESEMPENHO DOS SISTEMAS DE ENVIDRAÇAMENTO DE SACADAS, EM EDIFICAÇÕES DE USO PÚBLICO OU PRIVADO.   UM SISTEMA DE ENVIDRAÇAMENTO DE SACADAS É COMPOSTO POR PAINÉIS DESLIZANTES, PIVOTANTES E/OU FIXOS DE VIDRO DE SEGURANÇA, QUE TEM COMO OBJETIVO POSSIBILITAR A PROTEÇÃO PARCIAL OU TOTAL CONTRA INTERPÉRIES DE UMA SACADA OU VARANDA.  ESTE SISTEMANÃO EXERCE AS FUNÇÕES DE GUARDA-CORPO OU DE ESTANQUEIDADE, SENDO UM SISTEMA AUXILIAR DO FECHAMENTO DE SACADAS.

SE O SISTEMA VAI UTILIZAR PAINÉIS DE VIDRO, ESTES DEVEM SER: A) VIDRO DE SEGURANÇA LAMINADO, CONFORME NBR 14697: B) VIDRO DE SEGURANÇA TEMPERADO, CONFORME NBR 14698.  O TIPO DE VIDRO UTILIZADO DEVE ATENDER AOS VALORES DE PRESSÃO DE VENTO E OS CRITÉRIOS ESTABELECIDOS PARA CADA REGIÃO DO PAÍS ONDE O SISTEMA SERÁ INSTALADO, CONFORME ESTABELECIDO EM 5.6 E AVALIADO VISUALMENTE, POR MEIO DE SUA ROPTURA. A ESPESSURA DEVE SER CALCULADA DE ACORDO COM O ESTABELECIDO PELA NBR 7199.

A FIXAÇÃO DO VIDRO AO PERFIL DEVE SER MECÃNICA, NORMALMENTE POR MEIO DE PARAFUSOS, OU QUIMICA, POR MEIO DE ADESIVOS. PARA A FIXAÇÃO QUIMICA, É NESCESSÁRIO ATENDER OS SEGUINTES REQUISITOS:  A) LIMPEZA DO PERFIL E DO VIDRO DE QUALQUER SUBSTÂNCIA DESENGRAXANTE E SUJEIRA. A LIMPEZA DO VIDRO DEVE SER FEITA COM ÁLCOOL ISOPROPÍLICO 90% OU UM ATIVADOR DE SUPERFÍCIE INDICADO PELO FABRICANTE DO ADESIVO:  B) O ADESIVO NÃO PODE SER APLICADO NO PERFIL SEM ACABAMENTO.  O ACABAMENTO NÃO PODE TER FALHAS, POIS ISTO PODE COMPROMETER O DESEMPENHO DO ADESIVO;  C) NO CASO DE ADESIVO A BASE DE POLIURETANO,  O ADESIVO NÃO PODE SER EXPOSTO AOS RAIOS ULTRAVIOLETA E, EM CASO DE UMA PARTE DO ADESIVO FICAR EXPOSTO, ESTE DEVE SER SELADO;  D) A ÁREA DE APLICAÇÃO DO ADESIVO DEVE SER DE ACORDO COM O PESO DO VIDRO E TAMANHO DO PERFIL, DEVENDO-SE OBEDECER A ORIENTAÇÃO DO FABRICANTE COM RELAÇÃO AS CARGAS SUPORTADAS POR QUANTIDADES APLICADA DO ADESIVO, DE ACORDO COM ABNT NBR 15737;  E)  DEVE-SE OBEDECER O TEMPO DE CURA DO ADESIVO ESTIPULADO PELO FABRICANTE ANTES DA INSTALAÇÃO DO SISTEMA;  F) QUANDO UTILIZADOS SELANTES A BASE DE SILICONE, ESTES DEVEM SER DE CURA NEUTRA E UTILIZADOS PARA COLAGENS ESTRUTURAL.

EM TODOS OS CASOS, SEJA QUAL FOR A BASE DO ADESIVO, DESE-SE SEGUIR AS ORIENTAÇÕES DO FABRICANTE DO ADESIVO EM RELAÇÃOAOS CUIDADOS ANTES DA APLICAÇÃO, QUANTIDADE DO ADESIVO E TEMPO DE CURA.  DEVE-SE ESTABELECER O PESO TOTAL DO CONJUNTO DE CARGA CONCENTRADA EM PONTOS DETERMINADOS, PODENDO SER EM UM OU VÁRIOS PONTOS. NESTE CASO, DEVE-SE CONSIDERAR AS CARGAS EVENTUAIS QUE A SACADA ENVIDRAÇADA PODE SUPORTAR.

DEVE-SE CONSULTAR, NA ELABORAÇÃO DO PROJETO, O ENGENHEIRO CALCULISTA DO EDIFICIO ONDE O SISTEMA DEVE SER INSTALADO OU A CONSTRUTORA DO PRÉDIO, SENDO O MESMO ENVOLVIDO NA ELABORAÇÃO E APROVAÇÃO DO PROJETO.  CASO NÃO HAJA POSSIBILIDADE DE ACESSO AS INFORMAÇÕES DOS CÁLCULOS ESTRUTURAIS, O RESPONSÁVEL PELO PROJETO DEVE SEGUIR OS PARÂMETROS EXIGIDOS NA NBR 6120 E/OU EXECUTAR PROVA DE CARGA, DESCRITA NA NBR 9607 PARA DEFINIÇÃO DA RESISTÊNCIA DO ELEMENTO ESTRUTURAL.

DEVE-SE LEVAR EM CONSIDERAÇÃO QUE O PONTO CRÍTICO DA CARGA É A ÁREA DE RECOLHIMENTO DOS PAINÉIS QUANDO O SISTEMA ENCONTRA-SE ABERTO.  O SISTEMA DE ENVIDRAÇAMENTO DE SACADAS, QUANDO ENSAIADO CONFORME DESCRITO E SUBMETIDO A PRESSÃO DE VENTO SEM CAUSAR QUAISQUER DEFORMAÇÃO.

INSTALAÇÃO DE BOX:

  • INICIE A INSTALAÇÃO DO BOX TIRANDO A LARGURA PARA SE CERTIFICAR DE QUE ESTÁ CORRETA,
  • DEPOIS VERIFIQUE O PRUMO DAS PAREDES PARA CONSTATAR SE A MESMA NÃO ESTÁ TORTA,
  • FURE A PAREDE PARA AFIXAR O CONJUNTO DE FIXAÇÃO,
  • CORTE O PERFIL INFERIOR NA LARGURA EXATA ONDE O BOX DEVE SER INSTALADO,
  • CERTIFIQUE SE COINCIDE COM A LARGURA SUPERIOR,
  • FIXE O PERFIL INFERIOR COM SILICONE, (NÃO É INDICADO FURAR O CHÃO PARA EVITAR INFILTRAÇÃO PARA O APARTAMENTO INFERIOR.)
  • COLOQUE AS CUNHAS DE CALCE E ENCAIXE DO VIDRO FIXO
  • ENCAIXE O TRILHO SUPERIOR
  • EM SEGUIDA ENCAIXE O VIDRO FIXO
  • DEPOIS VEDE BEM COM SILICONE ESPECIAL PARA BOX
  • EM SEGUIDA ENCAIXE A PORTA
  • E POR FIM OS ARREMATES DE ACABAMENTO.